Os fãs do “The Killer” no New Orleans Jazz Fest 2015 no sábado (2 de maio) tiveram que esperar um pouco mais para ver o seu palito branco e todo seu visual. Jerry Lee enviou sua irmã, Linda Gail, para aquecer seu piano para ele com uma dose de 15 minutos de rhythm and blues. Ela apresentou sua filha, Annie Marie, que cantou “Rip It Up”, de Little Richard: “Vai ser um programa para a família hoje”, disse ela.

Houve uma leve confusão sobre quando a atração principal da família sairia. O guitarrista Kenny Lovelace parecia pronto para ocupar mais tempo sozinho aos 20 minutos depois das 3 da tarde. “O The Killer’s estará aqui daqui a pouquinho”, disse ele. Ele começou a tocar, depois parou – então, lá estava o Killer, caminhando imperiosamente para o palco com uma jaqueta branca e empunhando uma bengala.

“Ah”, ele avaliou as multidões no palco do Acura, dezenas de milhares reunidas no Festival de Jazz e Patrimônio de Nova Orleans de 2015, apresentado pelo dia mais lotado da Shell. “Temos um bando de pessoas aqui”.

Isso foi a conversa, além de um latido de “Mercy!” antes do blues “Não ponha lápide no meu túmulo” e um breve aparte depois: “Sem lápide”, ele murmurou para si mesmo com um brilho nos olhos. “Talvez alguns monumentos dourados.”

Veja a seguir sua ótima e estilosa apresentação no “New Orleans Jazz Fest 2015”

Veja a seguir algumas fotos do Jerry Lee registradas no evento
“New Orleans Jazz Fest 2015”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *